Michael Joe Jackson Nós Te Amamos!

Nós Te Amamos!

23 de maio mesmo!


Créditos: Victoria_9616. Beijos Marila Hoppe

Sábado 11 de dezembro de 2010

23 de maio de 2011!

(Graças a Jessica Koch por esta informação tão importante!)

Um dos muitos beLIEvers (Jessy) acaba de descobrir que a data correta é 23 de maio …

Digo-vos porquê …

No vídeo da canção Hold My Hand Akon e Michael (especificamente no minuto 1:44) mostra várias crianças dançando em uma casa verde e o número da casa é 1645, e se você adicionar 16 = 45 61 e 6 +1 = 7! Se você soma tudo isso com 4 dígitos separadamente seria: 1 +6 +4 +5 = 7! Mas o mais interessante é que se dividem entre 7 1645 dá o número 235! Isso poderia ser interpretado como 23 / 5 ou seja 23 de maio! lembre-se que Maio é o quinto mês do ano, e que a data correta da conta regressiva é 23!

Fonte: Victoria_9616 em http://lafalsamuertedemichaeljackson.blogspot.com/2010/12/23-de-mayo-del-2011.html

Minha consideração:

Continuo sem acreditar em datas, é melhor ficar sem pensar na data, porque senão nós vamos acabar pirando com isso e depois sofrendo, caso nada aconteça nessa data! Fé que ele está vivo, eu ACREDITO! Beijos Marila Hoppe


15/12/2010 Posted by | Uncategorized | 21 Comentários

Mais teorias da conta regressiva.


Créditos: Victoria_9616. Beijos Marila Hoppe

Nós temos mais datas…

1 .- Uma pessoa disse que é o 21 de mai de 2011 a data correta …

2.- Nós temos também que Javiera encontrou coisas que ocorreram em 22 de maio e 20 de maio

Em 22 de maio de 2006 Michael foi registrado em seus julgamentos de abuso sexual, mas como isso não tem nada a ver com sua falsa morte, não importa neste caso.
Nós temos o vídeo:

E quanto ao 20 de maio, nós temos que nos jornais falaram sobre a controvérsia sobre a aparência de Michael na suposta autópsia  e que muitos sites da internet estão tentando acessar essas informações através de fontes não autorizadas, foi relatado este ano:

http://www.eldiario24.com/nota.php?id=200436

3 .- Uma pessoa disse que se você usar o Google, os resultados na data correta é 23 de maio de 2011 …

– Uma das pessoas que comentaram aqui no meu blog diz que se você usar o google e colocar na mesma página, a data de 23 de maio do próximo ano, e que o tempo enquadra com cidades como Casablanca, Monróvia, Dakar e Londres …

Recordam da conexão da cidade de Londres com a falsa morte? É exatamente onde eles estavam fazendo seus concertos, e onde foi anunciado por um sósia …

– Outra pessoa fez o mesmo tipo de procedimento fazendo uma conta supondo que os dias fossem horas assim para que o caso seria:

164 dias / 24 horas (24 horas você tem a cada dia = 6) e em 6 dias (contando a partir do dia anterior) abre o novo álbum de Michael …

– Um dos Believers pesquisadores meu amigo Gabriel, diz que a data é 19 de maio …

Em conclusão, ainda muito próximo das datas, nós temos 19, 20, 21, 22 e 23 de maio!

Fonte: Victoria_9616 em http://lafalsamuertedemichaeljackson.blogspot.com/2010/12/mas-teorias-de-la-cuenta-regresiva.html

Minha consideração:

Eu não creio mais em datas, já falei isso para vocês meus amores, eu acredito que ele está vivo sim, disso eu não dúvido, mas não creio em datas, e também não desejo que fiquem com grandes expectativas, já tivemos várias datas, e ele não voltou, portanto vamos apenas esperar, mas sem expectativas. É que sou curiosa por natureza. Beijos Marila Hoppe


15/12/2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Como Michael quase perdeu o seu catálogo.


Créditos: Alone e Bia_Kawaii no Fórum MJ DREAMER. Beijos Marila Hoppe

Como Michael Jackson quase perdeu seu premiado catálogo musical – Parte 1

Como Michael Jackson quase perdeu seu premiado catálogo musical – Parte1

Pesquisado por Alone e traduzido por Bia_Kawaii exclusivamente para o MJ Dreamer

Da série Wrap: A emaranhada teia de finanças de Michael Jackson e seus tumultuados 30 anos de negociações com o super advogado que agora governa sua propriedade – a primeira de cinco partes.

Ninguém disse que o círculo íntimo de decisão de Michael Jackson seria um moonwalk.

Apenas um ano e meio depois de sua morte, o advogado John G. Branca está prestes a supervisionar o lançamento de um álbum póstumo, em 14 de dezembro, sob um acordo 250 milhões de dólares para a nova propriedade. E como um impedimento, ele conseguiu renegociar um empréstimo bancário massivo de 300 milhões de dólares deixado por Jackson, que estava previsto para este mês também.

Mas será que Branca, que tinha a mão em quase todos os movimentos financeiros e carreiras mais brilhantes de MJ, sempre teve os melhores interesses para o seu cliente do coração? De acordo com documentos obtidos pela TheWrap, o advogado tentou ajudar ao longo do acordo que teria desprovido Jackson do catálogo de músicas que ele guardou com tanto cuidado – o que tornou Branca consideravelmente mais rico.

Branca nunca abraçou o centro das atenções. Mas, em uma investigação de meses de duração que incluiu documentos secretos e duas dúzias de entrevistas – uma com o próprio Branca – TheWrap revela a complicada relação entre o cantor e o advogado que Jackson contratou pela última vez, dentro da semana de sua morte.

Neste curto final de mandato, Branca ficou permanentemente encarregado de um dos legados musicais mais importantes de nosso tempo.

Branca, e a sua relação de montanha-russa com Jackson se desdobra ao longo de 30 anos de contratação e re-contratação. É pontuada por momentos de brilhantismo, como quando o advogado orquestrado de Jackson comprou o catálogo de música dos Beatles, ATV Music, talvez o negócio mais importante da vida de Jackson.

Mas alguns podem concluir que definitivamente Branca não é um herói. Uma proposta em 2003, de que ele teria vendido os interesses de Jackson no catálogo dos Beatles e da Mijac para o banco de investimento Goldman Sachs, levam algumas pessoas a questionar o papel de Branca nos assuntos de Jackson.

De qualquer forma, sua importância na constelação do firmamento de Michael Jackson não pode ser descartada. O lançamento no dia do primeiro álbum póstumo de Michael Jackson vem na esteira de recordes sem precedentes de 275 milhões de dólares no ano desde que Michael Jackson morreu. Segundo a revista Forbes, a soma encabeçou a lista do ano de lucros póstumos do cantor.

Porém neste verão, Branca ficou preocupado com o enorme empréstimo bancário de Michael Jackson, de 300 milhões de dólares do gigante banco britânico “Barclays” em relação à preciosidade do espólio – pouco interesse da “Sony / ATV Music Publishing”.

No núcleo da Sony / ATV, é invejável a coleção de direitos de canções de nomes como Elvis, Bob Dylan e Eminem e pode ser encontrada no catálogo canções dos Beatles, um tesouro musical do século 20 que Branca notoriamente conseguiu para Jackson, por si só, sem rodeios.

Hoje, a Sony / ATV, que é co-proprietária da Sony, vale pelo menos $ 1,6 bilhão, um valor substancialmente atribuído aos Beatles.

A data limite para o gigantesco empréstimo apareceu este mês, e perdê-lo poderia ter significado um relaxamento de controle da propriedade sobre a metade da Sony / ATV. Mas Branca “venceu o relógio” por meses, arranjando para refinanciar o empréstimo em setembro, através dos serviços suíços financeiros da gigante UBS.

Tradução da foto: Estas assinaturas de Michael Jackson batem?

À esquerda, Jackson assina a demissão de John Branca em Fevereiro de 2003; seis meses depois de Branca sair de cena, Jackson autoriza administradores a emprestar 35 milhões de dólares para o Bank of America. Os garranchos são claramente diferentes. Foram as drogas, coincidência ou trapaça? Ninguém no campo de Jackson comentaria…

Branca teve um prévio encontro com as canções e as dívidas. De 2003 a 2004, praticamente a mesma crise financeira – quase US $ 300 milhões em dívida, com as canções em jogo – foi recebido com uma iniciativa importante não liderados por Branca, mas por um poderoso elenco que incluía o “Wall Street-savvy Goldman Sachs”, o veterano empresário musical Charles Koppelman e um empresário da Flórida perseguido por máfias suspeitas, Alvin Malnik (foto abaixo, com Jackson).

Um esconderijo de documentos confidenciais de um episódio de sete anos, na qual uma cópia foi fornecida por um membro do grupo – revela um olhar intrigante dentro do esforço de longo alcance, que há muito tem sido objeto de fascínio da mídia e baseados na Internet teóricos da conspiração.

Os documentos que revelam novos detalhes vão desde materiais de confiança a registros de empréstimos, e documentos sobre aspectos das relações de Jackson com a Sony, onde sua carreira musical estava ancorada.
Nos documentos, a Instituição financeira Goldman’s começou propondo um empreendimento para colocar Jackson como o “Bill Gates da indústria da música” e descreveu não somente como os U$ 300 milhões poderiam ser quitados, mas também detalhou como o assediado astro poderia ficar com talvez U$ 1,3 bilhão sobre a negociação e ficar ainda mais rico. Mas só se ele (Michael) vendesse a Sony/ATV e o catálogo de sucessos do próprio Jackson pela MiJac. Segundo os documentos secretos, a Goldman estava até mesmo preparada pra “arrastar” Jackson junto em um acordo para vendê-los.

Como a proposta evoluiu por mais de 1 ano e com um ponto muito negativo, que Jackson perderia suas canções, e isso era algo que se manteve claramente óbvio para Branca.
Mais do que ninguém Branca sabia que possuir as músicas era uma das paixões de seu cliente, e que o cantor se preocupava intensamente com a possibilidade delas escorregarem de suas mãos e vir a perdê-las. Então por que Branca trabalhou tão duro, como os arquivos parecem mostrar, por um resultado tão temido pelo seu cliente (Michael)? De acordo com o empresário Malnik, Branca receberia U$ 17 milhões das negociações com a Goldman.

Em Julho de 2003, em papel timbrado de sua empresa, Branca colocou a Goldman a observação de que em última análise deve assegurar as obrigações em curso de Jackson, incluindo o pagamento direto dos 5% à empresa se a proposta avançasse. Mas o negócio Goldman não foi além do papel o qual estava escrito. Foi afundado por Jackson. Em um comunicado, a “Goldman Sachs” confirmou que eles estavam em negociação: “Anos atrás a “GS Capital Partners” estava envolvida em negociação com assessores de Jackson, quando eles estavam tentando gerar liquidez em circunstâncias difíceis. Na época estávamos interessados em adquirir o espólio de músicas, e essa foi uma das muitas ofertas que procuramos.”

O Banco não quis comentar especificamente sobre seu planejamento para “arrastar” Michael em uma transação e concluiu: “Nós finalmente decidimos não prosseguir com a aquisição deste espólio”.

Quanto a Branca, no momento que o acordo se desfez, ele foi demitido. E não foi a primeira vez. Michael já tinha demitido John Branca outras vezes. E em Junho de 2009, após uma semana da morte de Michael Jackson, Branca foi nomeado pelo cantor a ser o administrador de seu legado. Assim voltando a lidar com os assuntos de Michael após 3 anos afastado.

Seis dias após a morte de Michael, tendo falado com ele apenas uma vez em 3 anos, ele juntamente com um amigo de longa data da família Jackson John McClain, surgiram como administradores do legado de Michael.

Fonte: The Wrap

Fonte: Alone e Bia_Kawaii em http://mjdreamer.ativoforum.com/noticias-this-is-it-f1/como-michael-jackson-quase-perdeu-seu-premiado-catalogo-musical-parte-1-t938.htm

Minha consideração:

Como eu falei eu iria pesquisar mais coisas sobre o catálogo do Michael e achei essa matéria muito boa do forum MJ DREAMER, bem pelo que deu a entender, ele quase perdeu o catálogo, então quer dizer que ele não perdeu, porque apenas ficou no quase, então ele ainda é dono do catálogo. Ainda bem que existem vários fãs que pesquisam e a gente trás a notícia aqui para informar aos demais fãs, porque gosto de dividir com vocês. Alone e Bia_Kawaii estão de parabéns por essa ótima matéria que traduziram. Quanto a assinatura elas parecem iguais ou não? Ambas assinaturas parecem ser diferentes sim, aliás, elas são diferentes. Não esqueçam também que Michael é dono da metade da Sony, e o pai dele que afirmou isso no programa do Faustão. Eu ainda sou uma BELIEVE. Beijos Marila Hoppe


15/12/2010 Posted by | Uncategorized | 4 Comentários

Sobre o catálogo de músicas do Michael.


Créditos: Fênix Lux. Beijos Marila Hoppe

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Porque os catalogos podem ir para Sony se a dívida de Neverland não for paga.

A imobiliária de Michael ainda tem de lidar com o maior empréstimo devido ao Banco Barclay para mais de US $ 300 milhões. A propriedade tem de pagar este valor ou refinancia-lo ou a propriedade de Jackson perde a sua quota de ATV / Sony e do Catálogo Mijack. O acordo com a Sony para canções inéditas de Michael por US $ 250 milhões apenas deve ser capaz de cobrir a maior parte deste. Mas os executores da propriedade não têm qualquer dinheiro para pagar este empréstimo. 

Vejam o começo desta transição

Violação do Contrato de Transição
http://www.facebook.com/video/video.php?v=419879184579


Link to download the document:

http://www.scribd.com/doc/35865170/Transitional-Breach-of-Contract

Link to the representatives’ article:

http://www.nydailynews.com/gossip/2007/06/17/2007-06-17_world_of_jax__robbers_.html.

Outra fonte de vídeo

http://www.youtube.com/watch?v=KAEGdXeBBbI&feature=player_embedded

Link to download the document:

http://www.scribd.com/doc/35865170/Tr

Link to the representatives’ article:

http://www.nydailynews.com/gossip/200

 

My Facebook: Karmen Legazpi
My Twitter: KarmenJackson

Transição: arquivado processo contra Michael Jackson, o seu património, Katherine Jackson e New Horizon Trust por quebra de contrato, enriquecimento sem causa, declarações negligentes e transferência fraudulenta.

Data da denúncia, 13 de julho de 2007. Isso foi pouco depois que Michael voltou para os Estados Unidos da Irlanda.

23 de dezembro de 1998 – O Bank of America fez um empréstimo ao MJ-ATV por US $ 200 milhões. Colaterais foi de 50% (Michael) da Sony / ATV.

29 de setembro de 1999 – O Bank of America (BOA) fez um empréstimo para MJPT (Publishing Trust), para 72.500 mil dólares. Collateral foi MiJack e os direitos de receber pagamentos para sua administração

Outono de 2004 – Michael deve 272.500.000 $ para o Bank of America

20 de dezembro de 2005 – ambos os créditos exigíveis.

Novembro de 2004 – Transição é contratado para refinanciar e fornecer o dinheiro para comprar Sony metade de Sony / ATV

Janeiro de 2005 – Michael assina contrato durante o julgamento Arvizos.

No final de 2004 – No início de 2005 – choses transitórias Fortress Investment Group para fornecer capital de giro através do seu empréstimo em grupo.

Janeiro de 2005 – O mesmo mês Michael supostamente assina o contrato, ele desiste de tentar comprar a outra metade da Sony / ATV (? Por quê?)

27 jan 2005 – Transição envia carta a Dom Stabler, representante de Michael, para “confirmar a intenção de conceder empréstimo-ponte de refinanciamento do empréstimo BOA inteira.”

28 de fevereiro de 2005 – Don Stabler e Darian Dash confirmam o acordo como mandatários da MJPT e Michael Jackson. A garantia são todos os bens de Michael Music Publishing, 50% da Sony / ATV e catálogos Mijack.

25 de maio de 2005 – BOA vendeu os créditos de Fortaleza.

Cerca de Março de 2006 – Fortaleza financia os créditos pela criação de uma entidade de propósito específico em que os bens seriam transferidos para o chamado “New Horizon Trust”. Isso foi feito sem o conhecimento ou consentimento de Transição. Isso causou uma “transferência fraudulenta” com direito de ser anulado.

http://2.bp.blogspot.com/_cudiB-AbcIs/TGtDHIt06SI/AAAAAAAAA5I/ouSShb4a9IY/s400/MJ+2009+TII+44.jpg  

No vídeo, ele enumera quatro elementos importantes:

– Bank of America
– Fortaleza
– Michael activos como garantia
– Representantes de Michael

O primeiro desses três elementos estão em jogo agora. Barclay tem uma ação judicial contra a propriedade. Se Branca e McClain não pagá-los neste outono, a Sony inteira / catálogo ATV vai para Sony.

O processo legal do Barclay’s vem da Reclamação Transitório.

vejam contrato :
http://www.scribd.com/doc/35865170/Transitional-Breach-of-Contra
ct

O vídeo, em seguida, mostra as razões pela qual Michael não sabia sobre este assunto. O vídeo é direcionado para saber mais sobre os representantes de Michael através de um artigo publicado em 2005.

http://www.nydailynews.com/gossip/2007/06/17/2007-06-17_world_of_jax__robbers_.html

O artigo diz o seguinte:

“Mas durante os intervalos do julgamento, Jackson diz que ele estava sendo pressionado a assinar um acordo sobre um financiamento multimilionário por Don Stabler, um auxiliar trazido pelo irmão Randy, sobre questões financeiras durante a maior parte de sua carreira. “

Mais adiante, no artigo diz:

“Foi cruel”, acrescentou Jackson. “Foi mesquinho. Foi horrível. Simplesmente porque ele não conseguia assinar algo que ele queria que eu assinasse.”
“Não foi a primeira vez que Stabler com Randy, tentam levá-lo a assinar um acordo, afirmou Jackson.

Em uma reunião em um bangalô no rancho Neverland, Jackson disse que sua mãe ficou a seu lado quando ele lutou contra outra proposta.

“E eu lhes disse com veemência:” Não, eu não vou da assinar ‘”, lembrou Jackson. “E eu me lembro com raiva, a intensidade da raiva na sala. E assim, eles foram embora.”

“A empresa, Prescient Acquisition, é propriedade do empresário Darien Dash, que afirma que Jackson emprestou de sua empresa $ 48 milhões.

Segundo o advogado de Dash, Steven Altman, Dash emprestou o dinheiro para ajudar Jackson refinanciar um empréstimo bancário de US $ 272 milhões e seguro 573000000 dólares em um financiamento para comprar a metade da Sony catálogo dos Beatles canção que Jackson co-propriedade.

Mas Jackson afirmou que ele nunca ouviu falar de Dash, e não se lembrar de assinar qualquer acordo “.

Agora, voltando ao vídeo:

Segundo o testemunho de Michael durante um depoimento sobre Michael não saber da transição. Em seguida, disse que esta foi a maneira perfeita para a Sony obter o catálogo.

Como eles fazem isso? Vamos continuar com o vídeo:

“Fale com uma entidade para refinanciar dívidas e comprar a outra metade do catálogo de Sony ATV /. Coloque todos os recursos que você deseja para si mesmo como garantia. “(Como Stabler e Darien fez para Michael)

“Ruptura de contrato e os bens são seus.” (Como andDarien Stabler fez no contrato).

“Porque Branca e McClain não pagará Barclay’s no final do ano”

Agora, sobre este documento Transição Queixa na linha 27, ele diz:

“Cada uma das folhas do prazo afirma que” por sua execução, o abaixo-assinado (Don Stabler) está autorizado a agir em nome de MJ Publishing Trust e J. Michael Jackson. “Cada uma dessas folhas do prazo foram assinados como” aceite ” em 28 de fevereiro de 2005 por Don Stabler como “representante autorizado do MJ Publishing Trust e J. Michael Jackson.”

Don Stabler, de acordo com o artigo do NY Times, nunca conseguiu fazer Michael assinar . Tanto Don e Randy Jackson, de acordo com a citação de Michael nesse artigo”. Assim, as perguntas que eu tenho são:

Como Don Stabler chegou a ser um representante autorizado, se ele não conseguiu que Michael assinasse a papelada? Ele fraudulenta assinar o nome de Michael aos documentos que o autorize a representar Michael?

Durante o julgamento, como Randy poderia trabalhar com alguém que tentava pressionar seu irmão, como saem desta reunião em meados do julgamento zangados com Michael durante um episódio de nervosismo, então Michael agradeceu a Randy pelo seu apoio após o julgamento?

Michael nunca ouviu falar de Darien Dash.
Dash possui Prescient Acquisition.
Prescient não é uma apresentação da denúncia no entanto, é uma transitória.
Presciente foi o contato inicial, eles contataram transitórias que por sua vez, teria assegurado o financiamento através de Fortaleza.

Fortaleza é também a mesma empresa que refinanciou o empréstimo de Michael em Neverland e vendeu-a Colony Capital. Fortaleza, sem o conhecimento de transição Dash, vendeu os empréstimos do legado de Michael para um negócio na Sony trabalhou com o HSBC e o banco Barclay’s.

Fonte: Neverland

http://mjprivacy.ativoforum.com/confiaveis-f2/parte-i-porque-os-catalogos-podem-ir-para-sony-se-a-divida-de-neverland-nao-for-paga-t906.htm


Fonte: Fênix Lux em http://alucinada50.blogspot.com/2010/12/porque-os-catalogos-podem-ir-para-sony.html
Consideração da dona do site MJ PRIVACY:
É muito bla bla bla e pra mim cheira bando de interesseiros…
Minha consideração:
Bem eu vi o Joe e o Rowe falando no programa Domingão do Faustão que o Michael ainda é dono da metade da Sony, eu não sei mesmo, agora sinceramente, eu fiquei em dúvida, porque eu sabia que o Michael tinha vendido Neverland para ele mesmo, ou seja para uma empresa que ele era um dos sócios ou donos, se eu não me engano, olhem só a matéria:
http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,michael-jackson-vende-rancho-neverland-para-ele-mesmo,277213,0.htm
Então é como a pessoa falou é muito blá, blá e blá. Eu espero que seja apenas BLÁ BLÁ BLÁ. Beijos Marila Hoppe


15/12/2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Outros médicos na “morte” de Michael?


14/12/10 – 11h01 – Atualizado em 14/12/10 – 11h11

Outros médicos podem estar envolvidos na morte de Michael Jackson, diz site

Objetos encontrados no quarto do cantor podem ser prova de que outros médicos, além do Dr. Conrad Murray, estavam medicando o cantor.

Do EGO, no Rio

Michael Jackson e Conrad Murray

Fontes ligadas ao caso da morte de Michael Jackson contaram ao site “TMZ” que evidências encontradas no quarto do cantor sugerem que outros médicos estavam prescrevendo medicamentos fortes ao Rei do Pop.

Ainda segundo o site, os advogados do Dr. Conrad Murray, médico que estava com o cantor no dia de sua morte, não pretendem contestar o fato de que Michael morreu por conta de uma alta dosagem de Propofol, mas, talvez, eles usem as evidências encontradas no quarto do cantor para acusar outros médicos de fornecer receitas para que o próprio Jackson pudesse aplicar as doses em si mesmo.

Segundo os advogados de Murray, na ocasião da morte de Michael Jackson, o cantor acordou e aplicou a dose fatal de Propofol quando Murray se ausentou do quarto.

Fonte: Ego globo.com

Fonte: Denner

Minha consideração:

Primeiramente Denner eu quero dizer para você que eu também estou com saudades de ti lindo, e compreendo que esteja trabalhando bastante, ainda mais em fim de ano que é muita correria, que bom que sempre está por aqui. Te adoro muito mesmo!  Segundo eu quero explicar ao pessoal que é impossível uma pessoa se injetar propofol, ele é um anestésico muito poderoso que quando o médico precisa usar em seu paciente ele conta de 100 a 1 e o paciente só escuta 99, por isso que é muito poderoso, o paciente dorme na hora praticamente, por isso que humanamente é impossível a pessoa se aplicar sozinha, essa é uma explicação de um médico que eu vi no programa Medical Detectives de 30 de novembro desse ano, em que contava a história da Michelle Herndon, se você clicar aqui embaixo vai lembrar do caso da Michelle que é bem parecido para não dizer igual ao caso de Michael:

https://michaeljoejacksonvivo.wordpress.com/2010/12/07/medical-detectives-agulha-no-palheiro/

Com a explicação que eu coloquei nessa matéria da Michelle vocês vão entender perfeitamente o que eu quero dizer, e o caso da Michelle aconteceu em novembro de 2005 na Califórnia, até o caso de Michael vocês podem ver que eles teriam que ter resolvido a muito tempo porque os dois casos são praticamente a mesma coisa, uso de propofol no paciente e na casa do paciente. A menina morreu na hora, mas no caso de Michael temos várias contradições, e por isso que eu digo que ele está vivo. Beijos Marila Hoppe


15/12/2010 Posted by | Uncategorized | 2 Comentários

Jackie Jackson aprova novo cd de Michael.


Créditos: Pri Abrantes. Beijos Marila Hoppe

Jackie Jackson diz que ama, o novo cd do Michael

15 15America/Bahia dezembro 15America/Bahia 2010

“Você estava chocado como nós estávamos em 06 de dezembro, quando Cascios revelou a Oprah, a família super secreta  de Michael Jackson o qual ele visitava há 25 anos em Nova Jersey? Eu não os conhecia”, diz Jackie Jackson para Andrea EUA Today Mandell, com o seu enrijecimento de voz suave.

E você nunca tinha ouvido falar deles? “Não”.

Michael, é uma compilação póstuma que foi muito debatida entre os Jackson, que variam de colaborações com Akon, batidas para dançar como o Monster, gravada por Eddie Cascio e Jackson no porão da famíliaO antigo produtor de Jackson; Teddy Riley; apareceu na Oprah para defender a autenticidade das faixas.

Perguntei a Jackie o que ele pensa do álbum, ele sorri,  fecha seus lábios e diz: Eu amo isso”

Estando na frente de uma pintura enorme da vida de Jackson, onde os EUA hoje trará notícias exclusivas de amanhã, Jackie diz que ainda não é sobre a morte de seu irmão “Às vezes não consigo nem acreditar, que ele não está aqui”, diz ele. “Mas ele está sempre por perto, porque não importa aonde eu vá, sua música está sempre ao meu redor.”

E as memórias das férias são particularmente doce.

“Ele adorava estar na neve”, lembra Jackie “Ele adorava esquiar, ou a tentar aprender a esquiar. Ele nunca soube, porque eu acho que era muito perigoso com sua dança e coisas assim, ele não queria se arriscar e se machucar, mas ele adorava a neve . Íamos para a Suíça, as vezes, e se divertir na neve”

Ele diz que a família Jackson comemora o Natal, apenas a sua mãe Katherine que não comemora, porque é Testemunha de Jeová. “O resto de nós celebramos o Natal, ela não … então temos que comemorar longe dela.”

Hmmm…
Eu particularmente gosto do Jackie.
Mas alguém pode me ajudar aqui!
Como que ele não conhecia, a Família Cascios?
Tem várias filmagens de Michael com a família, várias músicas do acervo musical foram gravadas lá, e além de tudo Michael morou lá por um tempo. E como a própria família não conhecia isso?
Bem, as imagens PROVAM que Michael esteve vários momentos com ele.
E como o próprio irmão, desconhece isso? NOSSA!
Mas eu trouxe essa matéria aqui, porque a frase que destaquei acima me chamou atenção. Quando foi perguntando para Jackie sobre o novo cd, ele disse que “AMA ISSO”.
hehehe
o cd era uma exploração para fãs, tinha músicas falsas, e os fãs não deveriam comprar ele?
Eita!
Eu acho que até a própria jornalista estranhou a resposta dele, porque ela chega a colocar o cd e o debate que ele gerou.
Hmmm..
Taj e Jackie já voltaram atrás, e agora estão apoiando o cd.
E o resto?
AlôÔôÔô La Toya? Jermanie?
Adoro quando eles falam..rs
É engraçado ver que Jackie não rebate os argumentos do Teddy.
E Teddu andou escrevendo por ai, que está fazendo tudo isso a mando do Michael.
Eu disse: Teddy é o discípulo!
Quem poderia duvidar de um produtor?
Como eu disse acima, eu gosto do Jackie. Ele sempre pareceu ser na dele, quieto, tolerante e discreto.
Eu também AMO o novo cd do seu irmão, e to aqui esperando ele chegar.
Obrigado Jackie, pelo seu “bom senso”.
Michael is alive!

Publicado em Cd “Michael”,

Fonte: Pri Abrantes em http://mulheresluxo.wordpress.com/2010/12/15/jackie-jackson-diz-que-ama-o-novo-cd-do-michael/

Minha consideração:

Agora o Jackie Jackson aprovou o cd de Michael, dizer que o cd de seu irmão é aprovar o produto, e ainda têm fãs que não acreditam no cd e nos que trabalharam juntos, é que nem a história do Arno Barni, todos achavam que a família iria ser contra e o Jermaine foi no lançamento do catálogo de Arno Barni, assim a gente viu que Jermaine aprova as fotos de Arno, mas eu noto também que a família de Michael está toda dividida nos assuntos de Michael, umas coisas uns aprovam e outros não e assim vai, é como a LaToya dizer que Murray não tem culpa, e assim por diante uns da família dizer para a LaToya para ela deixar o Michael em paz, fala sério? Isso para mim não é normal, ou todos concordam com algo ou todos não concordam, essa família está realmente dividida e não é de hoje que eu noto isso, desde o começo de tudo que eu estou notando isso, diziam que eram contra THIS IS IT e lá estava a família na pré – estréia de THIS IS IT no ano passado, da para achar normal uma coisa dessas?  Realmente que não.  Isso para mim é tudo uma grande aventura, onde somos todos os parceiros de Michael e apoiamos ele em tudo, e se ele voltar, eu digo SE, eu apoiarei ele, estou apoiando agora e sempre vou apoiar o Michael, estarei lá com ele em todos os momentos, mesmo que apenas por pensamento, porque só mando pensamentos positivos para ele, ele precisa disso meus amores. Beijos Marila Hoppe

 


15/12/2010 Posted by | Uncategorized | 8 Comentários

Os títulos das músicas de Michael.


Créditos: Pri Abrantes. Beijos Marila Hoppe

Os títulos das músicas, do acervo musical do Michael..

14 14America/Bahia dezembro 14America/Bahia 2010

Foram disponibilizadas na internet músicas “exclusivas” do Michael, que seria as músicas que fazem parte do acervo deixado por ele, e que foram vendidas para a Sony.

Todos nós sabemos, que Michael supostamente teria deixado uma herança de 300 músicas, que foram “roubadas” pela La Toya, e que a Sony pretende lançar nos próximos 7 anos.

Ok!

Não é novidade para ninguém que eu sou a favor do Novo Cd, acredito em Teddy Riley, e que irei comprar o novo cd.

Sinceramente não vejo lógica ser contra o cd, acreditar na família, e baixar “Breaking News” em casa.

E  também não vejo lógica em acreditar que Michael está vivo, mas ser contra John Branca, sendo que o próprio Michael contratou ele novamente.

E acho ingênuo pensar que Michael deixaria um testamento de 2002, sendo que ele já tinha demitido Branca..

Enfim,

A Sony agora está disponibilizando, o download do cd completo para os fãs.

Oi?

Ela não estava querendo lucrar com a morte do Michael, explorar os fãs com as vendas do cd, enganar os fãs e etc?

Ops!

Mas a Sony fazendo isso, não está perdendo dinheiro?

Entra aqui o “x” da questão, porque depende é claro do ponto de vista de cada um.

Me permite colocar, o MEU ponto de vista?

Depois da triste campanha contra o cd, a Sony com certeza se viu em uma situação delicada.

Então, quem poderia “salvar” o cd?

Teddy Riley, o discípulo!

Mas infelizmente, ainda tem fãs que não estão acreditando nisso.

Então o Michael pediu para disponibilizar as músicas no Sony, e assim as pessoas que ainda têm “dúvidas” podem ouvir, antes de comprar o cd.

Quando elas perceberem que é o Michael (assim eu espero), daí sim elas irão comprar o cd completo.

Claro que isso pode ser um suicídio, e eles sabem disso. Eu digo suicídio, porque tem fãs que não irão comprar o cd, porque já baixaram as músicas, e tem fãs que mesmo assim irão dizer que é falso.

Massss…eles precisam tentar convencer os fãs, e provar que se trata do Michael.

Quem realmente irá comprar o cd?

Os fãs, e é esse o foco! Não é a família, amigos, Karen Fawe e cia..

E de novo eu digo:

– Mas a Sony fazendo isso, não está perdendo dinheiro?

Talvez sim.

Então, isso é um pequeno detalhe que faz toda a diferença. A Sony está tentando dizer, que não está explorando os fãs, e que eles podem escutar, comprovar, e comprar o seu cd do seu ídolo.

Ela está sendo responsável e ética.

(minha opinião)

Afinal, você compra se quiser, mas se não quiser pode baixar. It´s free!!!

Resumindo: Sony, Michael, Teddy e Cia…ninguém quer dinheiro como prioridade, o que eles querem é que os fãs escutem, tirem a prova, e comprem o cd se quiserem ver Michael subir nas vendas.

Um risco sim, mas que depende dos fãs mudar ou não a situação.

Uma ótima estratégia de venda, para os fãs “desconfiados”.

Então você concorda comigo, que a Sony está dando uma oportunidade para os fãs?

Compra quem quer!

Voltando ao assunto principal do post….

Foi divulgada a lista das músicas, que fariam parte desse “acervo musical” do Michael.

Os títulos das músicas estão nesses dois vídeos abaixo.

Obs: Teddy Riley aparece como produtor da maioria das músicas, afinal se trata de músicas de Dangerous e Invincible, onde ele trabalhou ao lado do Michael.

E aqui também temos músicas do novo cd:

No Youtube têm 3 músicas que apareceram na lista: Sexy Lady, Seriuos Effects, e She got it

WTF!

Muito interessante isso, têm músicas que eu nem sabia que existia…rs

Por que isso surgiu somente agora?

Alguém pode me ajudar?

Isso é tenso..

Afinal, temos duas hipóteses aqui: ou a Sony disponibilizou, ou a família disponibilizou isso.

Levando em consideração que a família é totalmente contra a venda dessas músicas para a Sony, e automaticamente contra as músicas também, podemos concluir que a Sony pode ser a responsável pelo vazamento desse material.

Então…?

Some a disponibilidade do cd “Michael” + a divulgação dessa lista = ??

A Sony só pensa mesmo em dinheiro?

E não esqueça que Michael é dono da metade da Sony..

A Sony quer explorar os fãs?

E não esqueça que Michael é dono da metade da Sony..

A Sony está enganando os fãs?

E não esqueça que Michael é dono da metade da Sony..

A Sony é a responsável pela morte do Michael?

E não esqueça que Michael é dono da metade da Sony, que ele ta vivo, e que renovou o contrato com eles

Hmmmm…e o catálogo? Isso é outra história, o qual não tenho uma opinião formada.

Quem é “eles”??

A Máfia? AEG?

Eu realmente não sei..

Sony + Akon + Teddy + Cascios = quadrilha do “mau”?

Reflitam!

Michael is alive!

Fonte: Pri Abrantes em http://mulheresluxo.wordpress.com/2010/12/14/os-titulos-das-musicas-do-acervo-musical-do-michael/

Minha consideração:

É Pri, aí tem músicas que eu também não conhecia, mas muito boa essas músicas, mais que demais, e sim meus amores, metade da Sony é do Michael Jackson, sobre os amigos de Michael eu adoro eles, Akon, Teddy e Cascios, eles são muito legais, não existe nada disso da Sony ter matado o Michael, ele está vivo e é mesmo dono da metade da Sony, sem falar flores que Rowe e Joe afirmaram isso no Domingão do Faustão, e sobre a Sony ter vazado o cd, eu acho que foi bacana da parte dela ter feito isso, eu já baixei as músicas e coloquei num cd, quando eu quero eu escuto, senão fica ali guardadinho para escutar em outra hora que eu quiser, mas mesmo tendo o cd por download, eu comprei o original junto do box Vision e a camiseta, que eu amei, estou apenas esperando chegar tudo para curtir muito, que é o que eu quero fazer, e toda vez que surgir um novo cd de Michael eu irei comprar, porque devemos sim fazer ele ficar no topo, que é onde ele sempre deve estar. Beijos Marila Hoppe



15/12/2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário