Michael Joe Jackson Nós Te Amamos!

Nós Te Amamos!

Morre a cantora Whitney Houston.


Créditos: Fernando Mexía. Beijos Marila Hoppe

12.02.2012 – 04h13

Morre Whitney Houston, uma diva da música

Fernando Mexía.

Los Angeles (EUA), 11 fev (EFE).- A cantora e atriz Whitney Houston morreu neste sábado aos 48 anos em Los Angeles, após uma vida na qual as drogas e um casamento tumultuado terminaram por afundar sua carreira, a mais bem-sucedida de uma artista feminina na história da música.

Whitney foi uma das vozes mais populares das décadas de 80 e 90 e se consagrou como estrela internacional graças à música “I Will Always Love You” que interpretou para o filme “O Guarda-costas” (1992), que protagonizou junto com Kevin Costner.

Sua morte aconteceu no hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills, por causas que estão sendo averiguadas, embora pareça descartado que tenha sido vítima de algum ato delitivo, segundo uma primeira avaliação das autoridades.

Uma pessoa do círculo da cantora disse que Whitney estava inconsciente na banheira de sua suíte antes das 15h30, hora local, 21h30 de Brasília, momento no qual os serviços de emergência foram alertados.

Apesar da rápida resposta dos paramédicos, que tentaram reanimá-la durante cerca de 20 minutos, Whitney foi oficialmente declarada morta pouco antes das 16h (22h).

A cantora havia reservado um quarto nesse hotel porque tinha pensado em comparecer à festa que ali tinha organizado o produtor musical Clive Davis, um evento anual que reúne muitas estrelas da canção e realizado na véspera da festa de entrega dos prêmios Grammy.

Apesar da súbita morte de Whitney, a festa no hotel Beverly Hilton, o mesmo que acolhe o almoço dos indicados ao Oscar e a cerimônia dos Globos de Ouro, não foi suspensa, embora Davis tenha cancelado sua presença após o sucedido.

A mãe da artista, Cissy Houston, disse que tinha falado com sua filha minutos antes de ela ser encontrada em seu quarto e disse que não percebeu nada fora do normal, segundo o portal “TMZ”.

Whitney Houston estava tentando relançar sua carreira desde 2009 quando publicou “I Look To You”, seu primeiro álbum de estúdio desde 2002 com o qual tentava deixar para trás um período de silêncio marcado pelos abusos.

Naquele ano, a cantora confessou publicamente seu tormento pessoal no programa da popular apresentadora de televisão Oprah Winfrey, onde afirmou estar recuperada de sua dependência de maconha e cocaína, embora tenha admitido sentir a tentação de voltar a consumir.

A toxicomania de Whitney se associou com seu complicado casamento com o também cantor Bobby Brown, com quem se casou em 1992, no ápice de sua carreira, teve uma filha, Bobbi Kristina, e de quem se divorciou em 2007.

Respondendo as perguntas de Oprah, Whitney qualificou sua relação com Brown de “emocionalmente abusiva” e sua separação aconteceu entre acusações de violência doméstica.

Fontes da revista “People” disseram que Brown não conseguia parar de chorar ao ser informado da morte da ex-mulher, embora pensasse em atuar em um show em Memphis, algo com o que tinha se comprometido.

O adeus desta diva da música pôs um triste fim a uma trajetória profissional que começou em 1985 com um primeiro LP homônimo com o qual obteve 40 discos de ouro e a catapultou à fama, um status que aumentaria nos anos seguintes com “Whitney” e depois seu maior sucesso, a disco com a trilha sonora de “O Guarda-costas”.

Seu nome entrou no Livro Guinness dos Recordes como o da artista feminina mais bem-sucedida de todos os tempos por ter vendido mais de 140 milhões de cópias de seus álbuns.

Apesar de seus esforços para se reabilitar nos últimos três anos, Whitney nunca recuperou a voz que a fez brilhar e sua turnê mundial em 2010 para apresentar “I Look To You” foi um desastre.

Incapaz de chegar aos agudos que a tornaram famosa, manifestou problemas de respiração, adiou shows e inclusive foi internada em Paris por causa de uma “alergia”.

A crítica qualificou suas interpretações de “horrendas” e seus fãs acabaram criticando-a.

Em maio de 2011 voltou a se submeter a um tratamento de desintoxicação e durante estes últimos dias foi vista em várias festas e inclusive foi fotografada em aparente mal estado saindo de um bar em Hollywood.

A morte de Whitney Houston, ganhadora de 6 Grammys, marcará a cerimônia desses prêmios da música neste domingo em Los Angeles.

Fonte: Uol Notícias em http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2012/02/12/morre-whitney-houston-uma-diva-da-musica.htm

Minha consideração:

Era mesmo uma grande cantora e uma das cantoras que mais ganhou prêmios com suas músicas! Que Whitney Houston descanse em paz! Que Deus proteja sempre a família e os fãs da cantora! Beijos Marila Hoppe

12/02/2012 Posted by | Uncategorized | 4 Comentários

Um desabafo de Pri Abrantes.


Créditos: Pri Abrantes. Beijos Marila Hoppe

O óbvio que ignoramos

6 06America/Bahia fevereiro 06America/Bahia 2012

Muitas pessoas têm sentido a minha ausência, e isso tem me preocupado um pouco. E para falar a verdade isso me espanta.

Sinto que assim como qualquer bom “discípulo”, estou compreendo que a minha missão talvez tenha chegado ao fim.

Mas o que é o fim para você?

A crença, fé ou opinião em relação a determinado assunto pode ser concreta. Ela não precisa ser gritada ou rabiscada, ela precisa apenas ser dita.

A verdade não é apenas proclamada pela fé; ela também pode ser defendida pelo silêncio.

É estranho perceber que muitas pessoas ainda se seguram na corda que eu joguei, mas não conseguiram por conta própria subir.

Eu nunca disse que a minha verdade deveria ser globalizada, ou que era obrigação ser aceita. Pelo contrário…

Existe certa glória em não ser compreendido. É como ter aquela sensação de que o mundo está todo errado, e que você poderia salvar. Um doce ilusão de ser o herói da história.

Se você pensa que é muito pequeno para fazer diferença, tente dormir em um quarto fechado com um mosquito.

Depois de 2 anos envolvida nisso tudo, nada me fará pensar que Michael se foi.

Defendi, compreendi e até me forcei em tentar evitar qualquer “tragédia” discursiva, cuja finalidade seria apenas alimentar um ego egoísta. É tão “bobo” discutir com alguém que não sabe de nada, que não caminhou ou usou o mesmo sapato que você, e que não entende a essência daquilo que não pode ser sentido.

É isso: uma fé alheia não pode ser sentida. E assim ela nunca poderá ser compreendida. O resto é apenas metáforas infelizes jogadas ao vento, que precisam apenas de 3 segundos para virarem cinzas.

Só existe aqui uma treva: a ignorância

E para certas coisas o ser humano é realmente “engraçado”.

Quem aqui nunca se deparou com aquele momento em que simplesmente ignoramos o óbvio?

Por exemplo: soa tão estranho ver milhares de pessoas defendendo o meio ambiente, mas ao mesmo tempo defendendo que o aquecimento global é coisa da “Nova Ordem”. Não é estranho ver essa mesma pessoa jogando um papel no chão, enquanto do outro lado do mundo as enchentes matam e o lixo da rua entope os bueiros? Por que ignoramos o óbvio de que as nossas atitudes de hoje serão os resultados de amanhã? A poluição atmosférica é a principal causa do aquecimento global.

Soa tão contraditório dizer que o ser humano é merecedor de uma liberdade divina, e por outro lado estamos julgando alguém por não possuir a mesma crença que a nossa, ou por talvez não possuir crença alguma. Por que ignoramos o óbvio de que o caráter de uma pessoa é definido por suas atitudes, e não por sua religião? Charlin Chaplin era judeu, enquanto Hitler era católico.

Soa tão grotesco dizer que a democrácia é direito de todos, mas ao mesmo tempo estamos perdendo tempo indo até a página de uma pessoa que se quer nem conhecemos, e jogamos encima dela as palavras mais feias já inventadas. Por que ignoramos o óbvio de que tal assunto nos atrai? Inúmeras pessoas por falta de um argumento inteligente, optam pela agressão verbal do que o diálogo.

Soa tão hipócrita proclamar a paz mundial enquanto lemos o discurso de Luther King, e do outro lado estamos brigando por coisas tão pequenas como a opção sexual de alguém, enquanto na televisão é dito que o Brasil é o país que mais paga imposto no mundo. Por que ignoramos o óbvio de que o governo nos rouba todos os dias, mas ao contrário temos tempo o suficiente para julgar um “gay”? Se isso fosse dito a cerca de 30,40 anos atrás, os jovens iam para as ruas e faziam protesto por seus direitos como cidadão e contra a corrupção. Por que perdemos a vontade de lutar por nossos próprios direitos? De nos EXPRESSAR? Por que é mais importante a vida do outro, do que a nossa própria vida?

A vida alheia é sempre mais interessante pra quem leva uma vida desinteressante.

Então quando nos deparamos com alguém que realmente tem a audácia em dizer que algo está errado, ou que talvez a sua opinião mereça ser ouvida, nos tratamos logo de defini-lo de louco. Uma forma de facilitar sua própria tarefa, talvez. 

E isso é tão cruel! 

Existe ganância demais no mundo. E nem isso os gananciosos querem dividir.

Perdemos ali a oportunidade única de aprender algo diferente, ou de talvez melhorar nosso papel como ser humano.

Por que perdemos a gentileza de ser gentil? Por que deixamos que o avanço da tecnologia nos transformasse em robôs? É tão triste ver que algumas pessoas perderam a essência humana.

As verdades não são relativas. Relativas são as opiniões sobre a verdade.

Depois de tanto tempo pensando sobre tal coisa, é preciso concretizar uma opinião.

A minha por exemplo, é convicta e dogmática. Teimosia? Talvez

Ver as coisas na semente, isso é coisa de gênio.

Não tentarei mais convencer o que seria certo ou errado, porque no final tudo depende do bom senso e da sua percepção. 

Sabe? Tudo depende de como você enxerga as coisas.

Outro dia Paris Jackson colocou em seu Twitter a palavra “believe”

O que isso realmente representa para você?

Irei propor um jogo aqui. Sejamos francos, ok?

Escolha:

1-    Ela não ama o pai e está “zombando” dos fãs

2-    Ela ama o pai, mas está “zombando” dos fãs

3-    Ela ama o pai e não está “zombando” dos fãs = VIVO

Me desculpa os demais, mas acreditar que essa garota não sabe o que é “believe” é ingênuo demais! Um pouco de bom senso vindo da familia seria bom, mas se eles realmente não se importam em parecer que não tem senso algum, é porque realmente algo de errado existe.

#reflita 

Tudo depende de como vemos as coisas, e não de como elas são.

Você nunca achará o arco-íris olhando para baixo.

Por que ignoramos o fato de La Toya Jackson pedir para assistir o filme “O Ilusionista”, enquanto o mesmo conta a história de alguém que forjou a morte?

Por que ignoramos o ÓBVIO?

Pessoas vieram até mim e disseram: – Ei, para de dizer que Michael copiou Elvis.

Quando na verdade não possuem a capacidade de perceber o óbvio: mais de 20 elementos em comum não são coincidências. Desculpa..

Sabe? Quando eu ia ao circo ainda criança, eu nunca gostei de ver números onde o contorcionista girava ou provocava contorção em seu próprio corpo. Eu sempre achei aquilo tão “surreal” e fora da realidade.

Eu gostava mesmo é do malabarista que por mais que o universo não estivesse a seu favor, ele não desistia e continuava seguindo em frente.

Se você for parar para pensar, não é isso que precisamos fazer todos os dias? Ser um malabarista na vida pessoal, na vida profissional e até emocionar.

Precisamos nos concentrar para não cair.

Criei aqui o meu lema:

F.O.C.O

Surtei aqui a minha loucura, e desabafei as minhas alucinações.

E agora? Eu não preciso de nada.

Outro dia eu vi Karen Faye ser mais uma vez o palco do sarcasmo e hipocrisia, ao dizer em seu twitter que tudo estava perfeito, pois Michael estava feliz e em segurança:


“Tudo está perfeito. Michael está em segurança e feliz onde ele está agora. Assim está você. Não se desespere”

F***

E lá vamos nós analisar isso, enquanto os demais ignoram o que é óbvio.

Se Michael Jackson foi “assassinado” por um médico irresponsável, por que raios ela diz que tudo isso é perfeito? Como a morte de alguém é “perfeita”?

Ninguém está seguro no “céu”, se não estivesse correndo perigo na Terra.

Se a morte dele foi um “acidente”, por que agora ele estaria feliz e em segurança?

E principalmente: porque ela diz para os fãs não se desesperarem, se ao que tudo indica a morte de Michael foi uma fatalidade?

ÔôÔô…

Cade o bom senso? IntrigadoIntrigado

Fé, fé, fé, fé!

Tudo isso se trata de fé..

Acordei vendo Teddy dizer em seu twitter:

 

“Isso se chama fé…confiança em Deus, de que todas as coisas são possíveis. Por favor acredite”

Uns falam bonito, outros são sinceros.

Gosto de pensar que Michael é venerado e não o contrário, gosto de imaginar que esse tipo de coisa é apenas para nos despertar, e não nos causar esperança e nos transformar em piada.

Pensar o contrário, é tirar a credibilidade do que o ser humano deveria ter. 

É generalizar que todas as pessoas são ruins e más, incluindo a própria família de Michael.

Sabe o que é isso? Eu acredito no amor.

Acredito que Michael Jackson é amado. E ele  em algum momento mereceu  o contrário? 

Acreditar que tudo se trata de negócios e manipulação é tão “pessimista”. É como querer pintar o céu de preto, quando na verdade ele quer ser apenas azul.

As pessoas estão tão possuídas pela própria falta de gosto na vida, que acham que tudo é errado, do mau e do capeta. Perdeu-se (não sei como) a fé no amor do próximo. É isso: as pessoas não acreditam mais nas próprias pessoas. Isso não é estranho? O que faremos quando não acreditarmos em mais ninguém? 

Ilusão, burrice, loucura…chamem isso como quiser.

Eu ainda prefiro ser a exceção, a minoria e a mosca do quarto.

Por que é mais fácil tampar os olhos do que ver o óbvio?

Por que é mais fácil achar motivo para NÃO acreditar?

Por que ignoramos o mais simples? 

Por que complicamos tanto?

Vou deixar aqui uma lição de casa:

– Por que Murray ainda não foi solto, quando é direito dele conquistar tal coisa?

Separe a razão da emoção, ok? Esqueça que ele “matou” seu ídolo, e pense nele como um cidadão comum.

Tudo é tão errôneo […]  

E por fim quero dizer que a minha pouca presença aqui é apenas o resultado das poucas notícias, sinais e etc. Eu sou apenas o efeito colateral disso tudo.

Chegamos em um ponto que não precisamos mais nos enlouquecer buscando saciar a nossa sede, ou até mesmo nos completar com provas para não nos fazer cair. Não deixe isso te enfraquecer.

Sonhos se tornam realidade. Sem essa possibilidade, a natureza não nos incentivaria a tê-los.

Michael está vivo para mim, e não preciso mais gritar isso. Já deixei em rascunho os meus pensamentos.

Somos uma crença, uma verdade e um ideal! O resto é resto.

Que nada nos limite. Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.

Michael is alive! 

Fonte: Pri Abrantes em http://mulheresluxo.wordpress.com/2012/02/06/o-obvio-que-ignoramos/

Minha consideração:

Eu também já cheguei em um ponto em que não preciso mais convencer ao próximo de que o MJ está vivo e que essa é a minha crença, porque eu sei que ele está vivo e nem me importo mais com o que vão dizer de mim por pensar assim, porque é o que eu penso e nada e nem ninguém irá mudar isso. Adorei o  texto da Pri, ele está realmente maravilhoso! Beijos

12/02/2012 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Murray não precisa mais pagar indenização!


Créditos: Pri Abrantes. Beijos Marila Hoppe

Murray não terá mais que pagar indenização e recebe prisão domicilar

26 26America/Bahia janeiro 26America/Bahia 2012

Boa Tarde!

Finalmente “novidades”

Após chegarem à conclusão de que a morte de Michael Jackson foi involuntária, a procuradoria e o juiz do caso decidiram essa semana que Conrad Murray não terá que pagar a indenização de U$ 100 milhões à família do cantor.

Ao processar Murray com a maior pena possível, o advogado David Walgren apresentou uma declaração da família Jackson dizendo ter tido um grande gasto por conta da morte de Jackson, que estava com 50 anos, sendo isso um dos motivos para uma indenização tão alta.

Mas, em audiência realizada nesta quarta-feira com os pais de Michael, o pedido de pagamento foi retirado.

Conrad continua em prisão depois de ter sido condenado em novembro de 2011 por homicídio culposo. Ele foi sentenciado a cumprir quatro anos de prisão, porém o período em que ele deve ficar preso pode ser diminuído pela metade devido a superlotação e a falta de verba das penitenciárias do estado da Califórnia.

Ou quem sabe por bom comportamento.

[….]

(risos)

Desculpa, mas nessa altura do campeonato eu apenas acho graça ou fico quieta.

Sabe?

Já recebemos tanta informação em relação a isso, que tudo que devemos fazer agora é apenas nos informar.

Acho que cada aqui já tem uma opinião formada, então não precisamos mais de longas explicações e filosofias.

(Sorry)

Que o bom senso nos mantenha firme em nossas verdades […]

Agora…

Se acha que a família resolveu desistir de processar Murray, porque baixou uma consciência pesada ou algo do gênero ao usarem a falta de dinheiro dele como justificativa, ou que isso não irá trazer Michael de volta. Tudo bem! Direito seu…

E por que processaram então?

As pessoas podem mudar de opinião? Podem sim claro, contato que seja prazerosamente viável.

Muitas pessoas falaram:

– Ei! Essa família só pensa em dinheiro […]

Sabemos que Murray não teria esse valor; que aliás é um absurdo; mas o que é isso perto da justificativa da indenização?

Eles dizem:

“Ao processar Murray com a maior pena possível, o advogado David Walgren apresentou uma declaração da família Jackson dizendo ter tido um grande gasto por conta da morte de Jackson, que estava com 50 anos, sendo isso um dos motivos para uma indenização tão alta”

Então eu estava certa acima: eles não indenizaram como forma de culpar por sua morte, mas sim porque a máquina de dinheiro “morreu”, e isso é prejuízo.  

Onde entra o SEU bom senso aqui?

#reflita

Por que voltaram atrás?

Você sabe o motivo […..] IntrigadoIntrigado

E para encerrar a matéria, o jornalista lembra de algo:

Dr. Conrad Murray poderia ter sido liberado para prisão domiciliar desde o Natal, devido a superlotação nas penitenciárias na Califórnia, Murray não foi enviado para a prisão estadual.

A decisão de emitir prisão domicilar para Dr. Murray, foi pessoalmente aprovada pelo xerife do condado, Lee Baca.

“O Sheriff vai determinar quando o Dr. Murray será transferido para prisão domiciliar”

Seus advogados disseram que é uma possibilidade real ”,diz a fonte. (Terra)

Ou seja: Murray pode ir para casa a qualquer hora ou dia. Goste ou não disso.

Michael is alive! 

Fonte: Pri Abrantes em http://mulheresluxo.wordpress.com/2012/01/26/murray-nao-tera-mais-que-pagar-indenizacao-e-recebe-prisao-domicilar/

Minha consideração:

Estamos aguardando para ver quando que Murray vai sair da prisão, mas eu lembro que nunca o vi com roupas de prisão e tudo mais, até porque existe aquela nova lei e a lotação nas cadeias de lá! Beijos Marila Hoppe

12/02/2012 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Radialista diz que ainda acreditam no MJ vivo!


Créditos: Pri Abrantes. Beijos Marila Hoppe

Em entrevista com Janet, radialista diz que ainda acreditam que MJ está vivo

18 18America/Bahia janeiro 18America/Bahia 2012

Boa noite,

Tudo bem com vocês?

Antes de mais nada quero agradecer a boa repercussão, que os videos do Elvis alcançaram.

Obrigado por isso!

Bem..hoje prometo ser breve.

Essa notícia foi passada pela minha querida Andrea Melo, então fica aqui o nosso agradecimento. Adoro isso.

Durante uma entrevista para a divulgação do seu livro e sobre a sua vida, Janet Jackson conta sobre a semelhança entre Paris Jackson e Michael Jackson. Fala sobre o legado do seu irmão, sobre sua carreira e etc.

Nada de interessante nisso, por isso não merece ser prolongado.

Então quando a entrevista termina de forma tão rápida, e supostamente Janet não está mais no ar, podemos ouvir um dos radialistas dizendo –  “As pessoas ainda acham que Michael está vivo”, enquanto o outro radialista termina ao falar: – “Bem isso é loucura”

O áudio pode ser ouvindo a parte de 4:22 […]

O que isso significa? Nada!

Estou apenas compartilhando isso como uma denotação de que os “beLIEves” continuam fortes, e de que a nossa crença ainda consegue atingir o meio habitado pela midia e cia.

É uma pena que isso não foi dito diretamente para Janet, ou ela ouviu e não quis comentar.

#reflita 

Cerca de alguns dias atrás Dr. Arnold Klein colocou à leilão uma escrita do próprio Michael Jackson, onde foi definida pela empresa responsável pelo leilão como algo “inédito”, e que não fazia parte de nenhuma música do cantor.

De acordo com Dr. Arnold ele colocou isso à leilão, porque está com dívidas e sem dinheiro.

Oi?

Desculpa, mas eu ri!

Um médico de celebridade sem dinheiro

Sei..

Mas o ponto central aqui é o que Michael diz no bilhete.

FOCO!

O verso escito a mão começa assim “Através do mar do tempo nós nos encontraremos em praias sem fins, contando nossas bênçãos da eternidade do amor.”

“Então vamos nos encontrar nas praias sem fim, nos romper da aurora …”

Catherine Williamson da Bonhams (responsável pelo leilão) disse: “Parece que ela está escrita em formato poético.”

“Nós não conseguímos encontrá-as em qualquer uma de suas músicas publicadas, ou até talvez tenha sido um trabalho em andamento, ou é uma música que ainda não foi liberada.”

“Essas letras são bastante intrigantes, e esperamos que atraia muita atenção.”

O leilão acontece em Los Angeles no dia 23 de janeiro.

Ok…

Se Dr. Klein é realmente tão próximo de Michael como parece, pois ao contrário não teria um rascunho tão pessoal como esse, alguém me explica como ele publica um video onde fala que Murray é um ator?

#reflita 

E o mais “engraçado” de tudo isso é a letra que encontramos aqui.

Olha,

Cada um tem o direito de acreditar no que quiser ok? Mas eu definivamente não acredito que isso é uma música.

Uma música (não terminada) deveria estar na casa de Michael, e não nas mãos de um médico que já denotou que pode ser um “mentiroso”.

Vamos supor que um dia no consultório Michael pegou um papel com caneta e começou a escrever, enquanto Dr. Arnold Klein fazia o seu serviço. Soa um pouco estranho,  não?

Por que Michael Jackson não levaria o rascunho para casa? Quando você escreve algo que parece ser interessante, você não guarda para terminar ou ler depois?

E isso se torna mais interessante quando vemos que a letra retrata uma suposta DESPEDIDA, onde o próprio Michael diz que “vai embora”, mas que deseja te encontrar em uma praia sem fim.

Quando Michael utiliza a palavra “tempo”, ela demonstra o sentido do passar dos dias, meses ou até anos. Seria assim um encontro no futuro. 

E vale lembrar que Michael deixou inúmeros rascunhos antes de morrer, onde vemos claramente uma ligação indireta com a morte, legado e despedida. #reflita

A responsável pelo leilão ainda encerra e diz:

“Essas letras são bastante intrigantes, e esperamos que atraia muita atenção.”

Primeiro: é ilegal realizar um leilão com material falso, então acho que eles não são “estúpidos” de forjar isso.

Segundo: ela diz que é “intrigante” e que podem chamar atenção, enquanto a letra retrata uma despedida do Michael.

Terceiro: Se isso é “inédito” e nós sabemos que é “ridículo” Dr. Arnol estar fálido, qual é na sua opinião sobre o sentido desse bilhete, onde Michael diz para você se encontrar com ele?

Vou deixar vocês discutirem

O inevitável não acontece nunca, mas o inesperado acontece sempre

Michael is alive! 

Fonte: Pri Abrantes em http://mulheresluxo.wordpress.com/2012/01/18/durante-entrevista-com-janet-radialista-diz-que-ainda-acreditam-que-mj-esta-vivo/

Minha consideração:

Adoro quando fazem comentários sobre nós believers nos meios de comunicação, ainda temos forças, eu ainda sou believe e sempre vou ser e nada e ninguém irá mudar esse meu ponto de vista, porque eu acredito e ponto, achei bem legal esse radialista falar em nós, e quanto a letra que o Klein colocou para leilão, eu acho ela meio misteriosa! Beijos Marila Hoppe

12/02/2012 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário