Michael Joe Jackson Nós Te Amamos!

Nós Te Amamos!

Como funciona no tribunal do Brasil e dos EUA.


Índice1

Estou atualmente lendo ao livro chamado MINHA VIDA COM BORIS de Thays Martinez,  o Boris foi o primeiro cão guia no Brasil a fazer com que pessoas com deficiência visual se locomovam para qualquer local juntamente de seu cão guia, então ela teve uma grande luta na justiça para que o Boris pudesse entrar dentro do metrô com ela, ela e Boris venceram essa batalha, tem uma parte no livro que ela explica como funciona o tribunal, lembra que várias vezes aqui nós comentamos que tinha muitos bichos de pelúcias e outros objetos no tribunal durante o julgamento de Conrad Murray (Robert Earl Carter) ou melhor Conrad W Murray? Isso realmente não é natural em um julgamento sério e real. Agora vamos a parte do livro que interessa:

Ela entrou com uma ação contra o pessoal do metrô porque eles não a deixavam passar na catraca juntamente de seu cão guia chamado Boris.

Parte do Livro Minha vida com Boris, páginas 55 e 56:

A ação teria corrido tranquilamente se não houvesse um problema formal sobre a instrumentalidade do processo, que consiste em todas as medidas e providências que se adotam juridicamente para formar um processo com a finalidade de promover o acesso à Justiça. Cabe aqui uma explicação: são necessários alguns trâmites legais, determinadas maneiras de conduzir um processo. Se os procedimentos apresentarem algum problema, eles podem colocar em risco a validade de documentos, depoimentos, de recolhimento de provas. Algo assim como num laboratório em que tudo tem de ser manuseado com cuidado para que nada se contamine. Um erro burocrático é, às vezes, a contaminação de um processo.

By Thays Martinez

murray9

Isso  tudo conforme o livro de Thays Martinez,  e explica muito bem que nenhum documento pode  apresentar algum problema, porque pode colocar em risco a validade de documentos.  O que nós  vimos em todo o julgamento de Murray foi muitos erros nos documentos,  inclusive nos nomes das pessoas, no nome do acusado, no nome do Michael, e nas datas dos documentos, o que poderia ter colocado em risco a validade de todos os documentos.  Vimos que o símbolo do tribunal que aparecia no intervalo do julgamento e era filmado de dentro do tribunal tinha 32 estrelas e na realidade a Califórnia é  31º condado e por isso teria que aparecer 31 estrelas  e não as 32 estrelas que apareciam, teve também o erro da bandeira que tinha que ter a franja amarela e a que tinha no julgamento não tinha franja amarela, sem falar de todos os erros que vimos em todo o julgamento de Murray, com tudo isso, o julgamento e os documentos poderiam ter sido invalidados. Não defendo o Murray, mas tivemos muitos erros, que levaria dias enumerando – os aqui, e vocês todos que acessam o meu blog e tantos outros blogs believe sabem disso, sabem que isso anularia tudo!   E lendo essa parte do livro, eu resolvi compartilhar com vocês, para ver como tem sentido que os erros que vimos no julgamento de Murray não tinham sentido algum, e que faz sentido reclamarmos de todos os erros  do julgamento, apesar de que tudo foi um circo e parecia um filme sempre, não vi nada sério em todo o julgamento, até que vimos no fim do julgamento a mulher falando que Conrad Murray é considerado culpado pela morte da suposta vítima Michael Joseph Jackson na suposta data de 25 de junho de 2009!

E daí pessoal?

“suposta vitima” se refere a uma vitima que está sendo analisada em Julgamento, mas que enquanto não tiver provas será uma suposição. Por isso “suposta vitima”

De acordo com os EUA é assim:

“ Uma alegação (também chamado de adução) é uma afirmação de um fato, que o partido afirma ser capaz de provar. Alegações permanecem afirmações sem provas, até que possam ser comprovadas.

Geralmente em uma queixa civil um demandante alega fatos suficientes para estabelecer todos os elementos da reclamação,  e assim afirma uma causa de ação. O autor deve então carregar o fardo da prova,  e a ação da persuasão, a fim de ter sucesso na ação judicial.

Um réu pode alegar defesas afirmativas, na sua resposta à reclamação.

Então,

Se isso é a sentença FINAL de Murray, Michael Jackson não seria a SUPOSTA vitima, mas sim A VITIMA!

Nesse caso, faz toda a diferença.

E aqui tivemos uma suposta vítima, então sabemos que tudo foi um show, um circo ou até mesmo um filme!  Acredito no Michael vivo até me provarem o contrário,  que ainda não foi comprovado!

Vejam esses meus links que explica exatamente o que a Thays Martinez explicou sobre os erros que podem invalidar um documento de processo de julgamento:

http://michaeljoejacksonvivo.com/2011/11/22/6-razoes-que-comprovam-a-hoax-death/

http://michaeljoejacksonvivo.com/2011/11/03/simbolo-e-bandeira-errados-no-julgamento-de-murray/

http://offthewall.forumeiros.com/t2297-verdadeiro-nome-de-michael-jackson

http://michaeljoejacksonvivo.com/2011/11/10/murray-culpado/

Minha consideração:

Estivemos e ainda estamos certos  nas perguntas que fizemos e ainda estamos fazendo sobre os erros que vimos dentro desse tribunal no julgamento de Conrad Murray, as perguntas nunca foram respondidas e agora tudo está muito calmo, mas estamos de olho, e continuo acreditando nele vivo! Beijos Marila Hoppe

images

Anúncios

26/02/2014 - Posted by | Uncategorized

2 Comentários »

  1. Boa noite Marila. Gostei muito das suas considerações e explicações.
    Concordo plenamente com tudo que você escreveu.
    O “julgamento” do Dr Conrad Murray (sempre de terno e gravata), foi
    muito suspeito, e ás vezes, até engraçado. Parecia tudo uma simples
    brincadeira, como um SHOW, um “circo”.
    Sinceramente, não acredito que Murray foi preso, que ficou na cadeia.
    Penso que tudo faz parte do plano, do nosso amado Michael Jackson,
    Dr Murray agora não fala mais, a respeito de MJ. O “espólio” de MJ, ( Dr. Howard Weisman – advogado ator ), mandou Murray se calar.
    E ele obedeceu !
    Será que um dia saberemos toda a verdade ? MJJ IS ALIVE ?
    Abraços !

    Comentário por Margarida Maria Muniz de Moraes | 26/02/2014 | Responder

    • Margarida, também acho que ele nunca esteve na cadeia, acho tudo estranho ainda. Ainda mais agora que Murray quase não aparece e não pode falar em Michael Jackson.
      Não sei mesmo se algum dia saberemos de toda a verdade.

      Comentário por marilahoppe | 01/03/2014 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: